Para “acabar de vez” com Israel…

magos.JPG

Ena ena!… o que para aí vai em baixo sobre este assunto!

Para terminar de vez com o assunto do ESTADO MAIS TERRORISTA da história, vou dizer ainda o seguinte:

Eu sou a favor da extinção pura e dura do estado de Israel ( ali ) e não pelo extermínio do povo judaico, atenção! Isso seria um contrasenso da minha parte, eu que defendo a paz e a coexistência pacífica de todos os povos, credos, raças e religiões, mas isso não é novidade para quem me conhece minimamente. O que está A MAIS e incendiou tudo aquilo, foi a criação de um Estado dentro de um local onde antes coexistiam todos os povos que habitavam a Palestina, judeus incluídos. Volto a perguntar: Que razão justificou que os Judeus criassem um Estado e os outros não? A resposta é do conhecimento de todos e já foi expressa aí em baixo pela Biranta, pelo Raúl, pelo Augusto, etc…

Volto a referir: O Estado de Israel é uma aberração histórica e não tem direito a existir ALI, NA PALESTINA.

E vivam as férias!… que estão quase quase a acabar. Até para a semana.

Ó Raúl, depois respondo à tua solicitação.

Aquele abração do

Zeca da Nau

Anúncios

59 Responses to Para “acabar de vez” com Israel…

  1. tuga diz:

    Será um pouco tarde para acabar. Mas caso isso aconteça….. qual seria a melhor localizacao para um novo ISRAEL?

  2. Biranta diz:

    Amigo Zeca!
    Enquanto havia apartheid, na África do Sul, os mesmos que agora defendem, intransigentemente, o “direito” à existência do Estado de Israel como tal, invocando o “facto consumado”, também defendiam que o apartheid não podia acabar porque isso desencandearia uma desgraça completa, uma calamidade sem tamanho, incomportável para o Mundo.
    Afinal o apartheid acabou, na África do Sul, e o Mundo continua… nem houve grandes convulsões, pelo contrário: apenas acabaram as chacinas e abusos dos racistas, os incidentes que eram notícia constantemente…
    O mesmo acontecerá com Israel. Algum dia até os judeus perceberão que é do seu interesse que o Estado de Israel desapareça… Mas, para isso, convém dar umas ajudinhas e não compactuar com quem “é mais papista do que o Papa”; não compactuar com aqueles que “aparam todos os golpes” a Israel, que são cúmplices dos seus crimes e atrocidades.
    Quando a comunidade internacional deixar de tolerar as infâmias cometidas por Israel e passar a assegurar os direitros, legítimos, dos outros povos, incluindo o povo palestiniano, estaremos mais perto da solução do problema e de que os judeus percebam o que lhes convém.
    Enquanto todos os bandidos e facínoras que dominamo Mundo, e o destroem, puderem continuar o seu concluio com Israel e os seus crimes, nem os judeus terão necessidade de se colocar a questão…
    Isto para explicar que eu também não defendo qualquer perseguição aos judeus (a não ser aos criminosos de guerra e facínortas, não por serem judeus, mas por serem criminosos), lá porque acho que Israel pode e deve desaparecer… Os judeus são “população” como qualquer outra, cujos direitos fundamentais devem ser respeitados. Até por isso e para isso, o Estado de Israel deve desaparecer, porque não faz qualquer sentido, incentiva ódios e vinganças contra os judeus…
    Só mais uma coisinha: é uma falácia absurda e pérfida invocar que os “judeus tiveram ali a sua pátria”. Como todos sabemos, o conceito de “pátria” é muito recente, não tem mais de trezentos anos e só por isso alguns judeus “se espalharam pelo Mundo”.
    Não podem os sionista invocar um sentimento que os seus antepassados desconheciam, para “justificar” os seus crimes. Depois, volto a insistir: porque é que os que descendentes de Abraão que “se espalharam pelo mundo” têm mais direito à “terra prometida” do que os ´”descendentes de Abraão” que sempre lá habitaram?
    Esta treta é um amontoado de absurdos que até me cansa…
    Por tudo isto que não nos doa a tecla a denunciar estas infâmias, ali ou em qualquer outra parte do Mundo.

  3. heretico diz:

    Israel é uma “ponta de lança”, que cumpre o seu papel. por isso foi criado…

    abraços

  4. Lylybety diz:

    A minha alma está pasma! Eu não posso acreditar no que li! Israel não tem direito a ser um Estado? Não serei muito erudita, poderei ser até analfabeta, mas conheço a história da fundação do actual ESTADO SUBERANO DE ISRAEL!!!
    Desde sempre a palestina foi como já alguem o disse e muito bem, dos povos judeu e árabe. Após a queda do 3º Templo de Jerusalem, cidade que sempre foi dos judeus, houve a grande diaspora, e quase todo o povo judeu se espalho pelo mundo. Durante centenas de anos, foi enxovalhado, maltratado, ameaçado, pelo facto de meia duzia de mandões do Sinédrio o maior por ser o chefe era Caifaz, ter levado alguns, pois não fioram todos a cruxificar Jesus. O povo Judeu, é um povo inteligente, que gosta de aprender, de se cultivar, e de através dos tempos escrever tudo, chamando a isso passar testemunho.
    Após a 1ª guerra mundia, muitos judeus, entre eles dois mais conhecidos que foram David Ben Ami, e, David Bem Guriom, juntaram-se e compraram aos árabes o actual estado de Israel. Os árabes venderam-lhe aquela lingua de terra, que parece uma gravata, por ser apenas areia e pantano, muito embora aquelas terras na altura estivessem sob o dominio britanico. Pensaram talvez, que, como eles pouco tinham feito ou construido durante centenas de anos, dizem até as crónicas que Nazaré estava exactamente igual a quando a existencia de Jesus. Dizia eu que tavez pensassem que dali nunca iria existir um país. Mas os judeus com muito esforço, muita luta, já que a Inglaterra não queria abrir mão da Palestina, conseguiram fazer um dos mais prósperos e adiantados paizes do mundo. Numa nesga de terra onde não havia água, eles foram buscá-la ao mar, filtraram-na e ficaram com água potável. Construiram os Kybutz que são aldeias que se autoabastecem, e, por terem pouca água inventaram o sistema de rega gota a gota, em que os paízes mais adiantados não acreditaram, mas o resultado está á vista. Após o holocausto a luta foi maior, pois os ingleses boicotasvam a ida dos judeus para a terra que timnham COMPRADO! Ao fim de algum tempo, de muita luta e muito sofrimento, Israel foi reconhecido pelas Nações Unidas como um paíz livre e independente. Mas muito invejado pelos arabes.
    Depois do que lia anteriormente, fico a pensar que afinal os julgamentos de Noremberga, não foram feitos pelo holocausto, mas sim, foram castigados porque deveriam ter exterminado o povo judeu e não o fizeram.
    Foram naturalmente os judeus quem destruiu as torres de Nova York, quem fez os atentados de Madrid e de Londres. São eles quem espalha o terrorismo por todo o mundo. E depois? Depois põe culpa no Osama Bin Laden, que é um santo, há quem diga que é a reencarnação do profeta Maomé. Com opiniões iguais á que li, não me espantava nada que lhe erguessem uma estátua, maior que a da Liberdade, mas toda feita de outo massisso, surripiado aos infames judeus.
    Mas estes infames, após o holocausto juraram lutar até ao último homem e nunca mais voltarem a ser como ovelhas para o matadouro. Além disso, está na Biblia, no Velho e Novo Testamento o povo judeu é o povo escolhido de Deus. Ou será que Jesus nasceu na Arábia? ou teria sido no Afeganistão? Possivelmente foi no Libano, ou na Persia mas se assim foi não é isso que rezam as Escrituras.
    Sabem o que isto me faz lembrar? O triste e famigerado caso Casa Pia. Ainda não pedi a esperança de ver as crianças que foram estrupadas. magoadas pfendidas, a serem obrigadas a pagar altas indemnizações aqueles que acusaram. Pois serão elas acusadas de prestarem falso testemunho. Assim vai o mundo e a consciência humana.
    Gostaria de saber se quem tem algo que lhe custou sangue suor e lágrimas não o defende com unhas e dentes e até com a própria vida!?
    Alonguei-me demais apresento as minhas desculpas.
    Um abraço
    Lylybety
    Sabem duma coisa?

  5. Lylybety diz:

    Só mais uma coisinha, os judeus não têm direito a Pátria?
    Mas como pode afirmar isto, alguem que diz que Isrrael não tem 300 anos?
    Isrrael foi reconhecido como país Livre e Independente em meados dos anos 50….
    Já agora também quero frizar, os USA não têm direito como estado, até porque é um país formado por gente de todo o mundo, esse sim também não tem 300 anos pois foi declarado independente em 1820. E feitas as contas não existe um povo legitimamente amerecano. Existem descendentes de todos os povos e raças do mundo. Se são os policias do mundo, alguem lhe deu essa incumbencia. Estão mal governados? Mas haverá algum paiz bem governado? Só conheço um óptimo governo, é o liderado pelo Bin Laden
    POIS EU GRITO MORTE AOS NAZIS E AOS CABEÇAS RAPADAS. E podem mandar-me para o tal sitio, que eu só vou se quizer rsrsrsrsrsr
    Desculpem o desabafo
    Aquele abraço
    lylybety

    PS: O Bin Laden já foi apanhado. Estava num acampamento gay, e tinha mudado de nome, deixou de ser Omama Bin Ladem, e passou a ser Oxalá Min Raben. kkkkk

  6. Biranta diz:

    Cara Lylybety!
    “Aconselho-a” (se quiser, é claro!) a ler os comentários do post anterior a este, onde várias pessoas, incluindo eu, expuseram a sua opinião sobre o assunto… a meu ver de forma magistral.
    Só mais uma coisinha:
    Você não percebeu nada do que eu disse, por isso vou repetir: o conceito de Pátria, tal como vários outros conceitos modernos, é relativamente recente; não existia há 1400 anos. Por isso não se justifica que os actuais sionistas digam que ali era “a pátria” dos judeus, quando esse conceito não existia à altura dos tais antepassados.
    Mas isso também não interessa nada. Tudo aquilo é um amontoado de atoardas falaciosas para “justificar” o injustificável: o comportamento nazi, dos sionistas para com aqueles povos. Como disse nos comentários anteriores: Israel não tem direito a existir devido à forma como se “relaciona” com os outros povos. São os sionistas que cavam a ruína de Israel e ninguém os pode deter… Os restantes povos (que habitam ali desde há séculos e que são muito mais descendentes de Abraão do que os sionistas) é que não têm culpa nenhuma nem podem estar sujeitos a tanta perfídia. São as atrocidades de Israel (e agora dos U.S., também) que originam o terrorismo. Para acabar com o terrorismo tem de se acabar, primeiro, com as atrocidades, prepotências e arbítrios de Israel (e dos U.S., também).
    Se quiser “saber” mais sobre o assunto tem um outro post no meu blog onde se descreve a “colaboração entre os sionistas e os nazis… embora me pareça que o “seu problema” não é de informação…

  7. As comunidades judaicas espalhadas pelo Mundo são duma maneira geral constituídas por pessoas com um elevado poder económico. E não lhe dando novidade nenhuma cara Biranta, os defensores acérrimos de Israel, fazem-no duma maneira geral não, numa perspectiva do conhecimento da história e da pseudo-existência do estado de Israel.
    Fazem-no porque a propaganda Norte-Americana consegue influenciá-los neste particular
    e não só, de que o terrorismo internacional é perigoso porque os seus protagonistas são islamitas, esquecendo-se que quem criou a Alqaeda foram os EUA, logo são eles os responsáveis pela existência do terrorismo internacional, que diga-se de passagem interessa-lhes sobremaneira a sua existência, porque assim conseguem continuar a fazer prosperar a sua industria de material de guerra que alimentou a última campanha para a reeleição de Bush.

  8. manel diz:

    Neste ponto António, tens razão. Foram as políticas de divisão “à régua”, da Europa e do Médio Oriente no pós-guerra que criou a embrulhada.
    Apetece dizer, (lol) “quem fez a merda, que se desemerde”, não é? Inglaterra, França e EUA, que resolvam! p… que os paríu!

    Aquele abraço!

  9. miguel diz:

    Cheguei aqui via Ludovicus rex …

    Os meus parabéns pelo teu blog!
    Vou passar por cá mais vezes!

    Concordo contigo!

    Os votos de umas boas férias!

    Bjks da Matilde

    Visita-me em:
    http://umsonhochamadomatilde.blogspot.com
    http://aminhatshirt.blogspot.com
    http://asreceitasdaligia.blogspot.com

  10. re21 diz:

    O amigo Zeca está completamente errado, mas a si até os seus erros se admiram,um abraço.

  11. hammer diz:

    como se sabe Israel esteve para ocupar um espaço que não aquele onde se instalou e o facto de ser precisamente naquele local há-de criar sempre a discórdia…

  12. ora aqui está um Post com polémica garantida… Discordo da tese da extinção do Estado de Israel. Se esta poderia ser questionada na década de 40, hoje, tendo em conta os milhões de judeus e israelitas (não confundir) que lá vivem, extinguir o Estado seria criar uma tragédia humanitária com raros precedentes… O facto é que o Estado de Israel, existe, assim como existem os palestinianos. A solução tem semrpe que passar pela sua coexistência, estado a estado, ambos viáveis, ambos isolados (por um muro, se tiver que ser) e ambos fora de Jerusalém (entregue à Jordânia, que era sua legítima possuidora).

  13. Biranta diz:

    Oh Rui!

    Você não pode “solucionar” as questões como lhe parece! Os intervenientes é que têm de o fazer. O que a comunidade internacional pode e deve fazer é exigir o respeito rigoroso do direito internacional a quem quer que seja. Neste caso é Israel quem tem a força, o poder, as armas, é quem mais mata, sem motivo, porque conta com a cumplicidade e protecção dos facínoras que controlam a ONU. Isso é que tem de acabar e acabará cedo ou tarde. É indispensável para o futuro do Mundo que assim seja
    A meu ver, isso vai determinar a extinção do Estado de Israel, porque vai extinguir o domínio e poderio dos sionistas nazis, seu ÚNICO motivo de existência.
    Eu disse, a meu ver… que tem tanto valor como o seu ver, em abstracto. A coisa muda quando “assentamos os pés na terra”.
    É que, para mim, o desaparecimento do Estado de Israel não vai causar nenhum tipo de desgraça e muito menos “uma tragédia humanitária sem precedentes”. Também se dizia isso em relação à África do Sul e ao apartheid e era falso, como demonstrado pelos factos.
    Essa confusão é o que pretendem fazer crer os sionistas, e para isso se esforçarão muito, inclusive com provocações. Pretendem fazer crer como forma de imporem a prossecução dos seus objectivos pérfidos, usando os judeus como escudo.
    A supressãso do Estado de Israel é, tão somente, isso: acabar com aquela cúpula de gangsters que têm ali uma base, pretextando motivos religiosos, a cujos sobrepõem os seus ditames. Acabar com a cúpula e formar um estado laico, democrático, onde todas as pessoas tenham assegurados os seus direitos, incluindo palestinianos e judeus. Já era assim antes da formação do Estado de Israel e os próprioos judeus da palestina se opuseram à criação do Estado de Israel, comunicando-o à ONU.
    Eu defendo esta ideia porque acredito que o bom-senso vai crescer entre os judeus e a transformação seja possível derrotando os sionistas e os fundamentalistas seus iguais e cúmplices. Libertas da influência funesta destas escumalhas, as pessoas podem e devem e querem se entender e viver em paz.
    A sua “teoria” assenta na lógica de vitória/derrota, na guerra e respectivas retaliações por parte das cúpulas de bandidos que reivindiquem a vitória.
    Isso é que tem de ser evitado a todo o custo.
    Por parte dos fundamentalisats, amestrados e controlados pela CIA e colaborantes dos facínoraqs sionistas, a sua existência é favorecida e garantida pela revolta e indignação dos palestinos, por serem submetidos a toda a espécie de infâmias. Só é possível acabar com essa influência garantindo, aos povos, inclusive ao povo palestino o que nunca foi feito, os direitos fundamentais e o respeito pelo direito internacional.
    Se isso se fizer, como deve ser, o resto virá por acréscimo. O desaparecimento do Estado de Israel, como o conhecemos, é APENAS um bónus inevitável, a meu ver…
    Percebeu porque é que é tão importante, para todo o Mundo, denunciar aquelas situações e exigir o fim de todas aquelas infâmias?
    Não se preocupe com a continuidade do Estado de Israel. Preocupe-se antes, isso sim, com os direitos e garantias devidos a todos os povos e cidadãos.
    São os próprios sionistas (e seus lacaiso defensores) que dizem que o respeito pelas decisões da ONU e pelos direitos dos palestinos significaria o fim do SEU Estado de Israel. Como eu acho que esse estado é dispensável (a sua menutenção é perniciosa, até) e isso nada tem (nem pode ter) a ver com os direitos e garantias das pessoas (incluindo os palestinos) que, esses sim, são indispensáveis num Mundo que se quer civilizado e sem guerras e atrocidades absurdas… conclua você mesmo.

  14. O Raio diz:

    Como já escrevi no meu blog, Israel, como estado confessional, não tem direito á existência.
    A Palestina Otomana era habitada por muçulmanos, judeus e cristão, religiões que, na altura, viviam em paz.
    Depois da segunda guerra mundial um dos líderes europeus (um tal Hitler) matou uma série de alemães, franceses, etc., de religião judaica, note-se bem, alemães, franceses, etc., e então os líderes europeus ficaram cheios de remorsos. Quanto mais não fosse porque todos sabiam o que o tal Hitler estava a fazer e não fizeram nada.
    Para calar os remorsos resolveram dar uma pátria aos cidadãos de diversas nacionalidades de religião judaica. Apesar de o lógico era que dessem essa tal pátria em território alemão, não, foram-na dar em território que pertencia a outros…
    E, pior, formou-se um estasdo confessioonal de e para cidadãos judeus de todo o mundo.
    Estes precisavam de lebensraum, espaço vital, e enxotaram os não judeus do território que consideraram seu.
    E é nisto que reside o problema todo, qualquer cidadão de qualquer parte do mundo que se converta à religião judaica tem direito a emigrar para Israel e a receber a cidadania israelita mas os palestinianos que lá viviam, só por não terem a religião judaica, não podem viver nas suas casas e nas suas terras.
    Este imbróglio só se resolverá quando desaparecerem as religiões de estado, quando um cidadão for cidadão por ser um ser humano e não por ser muçulmano ou judeu (ou cristão).
    A solução que me parece mais viável seria a constituição de uma federação com Israel, Líbano e Territórios Palestinianos.
    Segundo os dados do CIA Factbook, tal federação teria uns 12.600.000 habitantes, 41,54% dos quais seriam muçulmanos, 41,6% judeus, 14,51% cristãos e 2,35% de outras religiões.
    Se esta federação fosse laica teria pernas para andar e acabava-se o problema do Médio Oriente.

  15. paulo diz:

    Assunto em estudo.
    Deixo o meu abraço de sempre, com amizade.
    Paulo

  16. Biranta diz:

    O canal 2 da RTP vai transmitir, hoje, sexta-feira, dia 08, às 23H30, o documentário “Loose Change”, sobre a conspiração do 11 de Setembro.
    A não perder
    Mais em Sociocracia

  17. Se eu não fosse bem educado, eu dizia para que parte quero que os israelitas vão… Um abraço.

  18. Biranta diz:

    Loose Change de Novo no Canal 2
    O documentário Loose Change, narrado e legendado em português, vai ser transmitido novamente, no canal 2 da RTP, na próxima quinta-feira, ou seja, amanhã, dia 14 de Setembro de 2006, às 24H00 (ou 00H00 horas de sexta-feira). Bem, é na noite de quinta para sexta às 00H00.

    Não percam, preparem-se para gravar e passem palavra.

    Confiram a programaçao anunciada.

    Como sabem, “Loose Change” é um documentário que aborda algumas das evidências da existência de Conspiração a 11 de Setembro de 2001. Demonstra, sem margem para dúvidas, que os atentados foram um “inside job”, planeados e executados com precisão militar, coisa que não estava nem está ao alcance de Bin Laden e da Al-Qaeda.

  19. Maria Isabel Galveias diz:

    O meu probelma nao será o da informação passada nos jornais e nas TVs, ealmente não será. Mas foi é e continua a ser através de livros escritos por grandes autores.
    Pode chamr-me burra ou mal informada, devolvo o piropo com agrado.
    Ainda no dia 11 deste mês, a RTP1 estava a mostrar o atentado ás torres de Nova Yorque, e no segundo canal, estava um bem aventudado senhor, que deveria ser a reencarnação de Mahomé, a exurtar todos os muçulmados espalhados pelo mundo a unirem-se para destruir o ocidente.
    Eu não conheço a história pelo que agora se conta. eu conheço a história pelo que a história e os grandes historiadores contam. Quanto a não haver estados soberanos na época DC e DC parece que o senhor gosta de ver só o que os jornais contam e o que a TV passa, nesse caso, aconselho-o a ver os filmes chamados biblicos e são muitos, o melhor de todos é Ben_Hur, pode ser que aprenda alguma coisa. Pois Roma já era um estado federal, não se dava era esse nome. Na época ainda não se usava. Aconselho também a ler Lion Uris, Boris Pestarnac Henrike Maria Remarke entre outros. Já que me parece não gostar de ler História Mundial. Depois disso pode chamar-me burra e até atrazada mental. Tambem aconselho a que não julgue pelas aparencias, pois elas enganam, e para que não seja julgado pela mesma medida com que julga.
    Com os melhores cumprimentos
    Lylybety

  20. Maria Isabel Galveias diz:

    quero aqui resalvar onde se lê DC e DC deve ler-se AC e DC.
    Lylybet

  21. Biranta diz:

    Minha querida Lylybet
    Nem sei por onde começar… nem se vale a pena começar!
    Acho melho restringir esta resposta a uma única questão. Afinal esta discussão não vai ter a menor importância para o futuro do Mundo ou da Humanidade…
    Você voltou a não perceber nada do que eu disse.
    O que não existia “naquela época” era o conceito de PÁTRIA. É diferente de Estado…

  22. Todas estas ideias são interessantes. Uma pergunta ao Zeca onde metias o estado judeu?

  23. E o estado palestino, por onde é que ele anda?
    Amigo João Norte a essa pergunta, pergunto eu, donde é que vieram?
    Concordo com as ideias expostas no post, até me parece que são brandas demais.
    Um abraço.

  24. Biranta diz:

    João Norte!
    Como dizem, nestes comentários “O Raio” e nos do post anterior “o terrorista”, não pode nem deve haver Estado Judaico, como não devem existir estados fundamentalistas. O princípio é o mesmo e é o fim da democracia. São “princípios retrógrados. Quanto a “aonde os metia”. É o estado que tem de desaparecer e não as pessoas. Essas terão que se conformar com o direito internacional e com o respeito pelos direitos humanos, com o cumprimento das decisões da ONU no que diz respeito aos direitos dos refugiados palestinos a regressarem…
    Não e preocupe com Os israelitas. São gente rica, na sua maioria, não têm dificuldades em resolverem os seus problemas. Quanto mais cedo melhor.

  25. FERREIRA diz:

    AMIGÃO ZECA

    TENHO ESTRANHADO A TUA AUSENCIA, EMBORA EU TAMBEM TENHA ESTADO
    INTERNADO COM UM AVC, MAS PENSAVA QUE ESTAVAS A TER UMAS GRANDES FERIAS ( NÃO EM ISRAEL) POIS A ATMOSFERA PARECE POLUIDA.

    NO ULTIMO ENCONTRO, VÊ SE TE LEMBRAS…TUDO QUE DIZIAS, EU PERGUNTAVA-TE…E QUEM ESTÁ POR DETRÁS DISTO E DAQUILO….LEMBRAS-TE?

    POIS É MEU AMIGO…SÓ NÃO V^QUEM NÃO QUER.

    ESTOU MUITO SATISFEITO POR VOLTARES, JÁ TINHA SAUDADES DAS TUAS CRITICAS.

    ANDO UM POUCO POR BAIXO, MAS A FORÇA INTERIOR FOI POUCO AFECTADA
    SÓ TENHO RECEIO QUE ME COMECEM A PEDIR 50 000 EUROS DE INDEMINIZAÇÃO, SEMPRE QUE DIGA ALGUMA VERDADE

    UM GRANDE ABRAÇO MEU AMIGO

  26. hammer diz:

    Então Zeca, o que é que se passa?
    abç

  27. paulo diz:

    Ó amigo, o que se passa para não apareceres???
    Volta ou então ….. choro.
    O meu abraço com amizade
    paulo

  28. wind diz:

    Onde andas tu Zeca? Tenho saudades e preciso de um amigo…

  29. Farpas diz:

    Olá olá! Então Zeca? Que é feito desse @braço? Espero que esteja tudo bem!

  30. Betty diz:

    Por onde andas??
    Beijinhos,
    Betty

  31. Rouxinol diz:

    Lylybety:

    Algumas imprecisões no seu texto,

    “Desde sempre a palestina foi como já alguem o disse e muito bem, dos povos judeu e árabe.”
    Não considero os judeus um povo, se o forem, serão o único povo que deixa a sua ascendência por via religiosa. Etnograficamente, não o são de certeza. Apenas foi estabelecido no séc XVII durante os progroms e violações em massa, como não se tinha a certeza sobre quem era o pai das crianças, a linhagem tinha de ser materna.

    “houve a grande diaspora, e quase todo o povo judeu se espalho pelo mundo.”

    Diáspora essa que é de vontade divina, e para cumprir até à chegada do Messias. Estes novos “judeus ateus” já só lêem o que lhes interessa.

    “In a famous Talmudic passage in Tractate Ketubot, page 111, God is said to have imposed three oaths on the Jews:
    1. Jews should not rebel against other Jews
    2. as a group, they should not massively emigrate to Palestine before the coming of the Messiah
    3. Enjoins the Jews not to pray too strongly for the coming of the Messiah, so as not to bring him before his appointed time.”

    E os ensinamentos do Torah também são para cumprir.

    Mas se em vez de querermos cumprir ditames bíblicos, quisermos ser racionais, então o Estado de Israel ainda mais irracional se torna. Porque ele parte do princípio que o mundo pós Segunda Guerra Mundial continua a ser “anti-semita” e portanto nada como ter o nosso cantinho isolado. Já não pego na lenga lenga da separação entre Estado e Religião para não parecer infantil.

    “Após a 1ª guerra mundia, muitos judeus, entre eles dois mais conhecidos que foram David Ben Ami, e, David Bem Guriom, juntaram-se e compraram aos árabes o actual estado de Israel.”
    Isto é completamente falso, eles compraram as terras à Inglaterra, e esqueceste-te da parte dos ataques à bomba e tal.

    “Após o holocausto a luta foi maior, pois os ingleses boicotasvam a ida dos judeus para a terra que timnham COMPRADO!”

    Da mesma maneira que os sionistas descriminavam aqueles que não queriam ir para a Palestina??

    “One Cow in Palestine is worth more than all the Jews in Poland” Izaak Greenbaum, líder da Jewish Agency Rescue Committee
    18 de Fevereiro de 1943 numa carta dirigida ao Zionist Executive Council.

    “It may interest you to know that some weeks ago the representatives of all the leading Jewish organizations met in conference … It was decided that no Jewish organization would, at this time, sponsor a bill which would in any way alter the immigration laws.” Rabbi Stephen Wise em 1938, chefiava a American Jewish Congress e opunha-se à alteração da lei de imigração que permitiria a fuga dos judeus para a America.

    “Foram naturalmente os judeus quem destruiu as torres de Nova York, quem fez os atentados de Madrid e de Londres.”

    Isto é a chamada fuga em frente. Um momento de pura desinspiração argumentativa, para além de ser bastante infantil. Só por causa disso, eu devia pôr aqui um texto sobre separação entre o Estado e a Igreja para te calar =P

    “os USA não têm direito como estado, até porque é um país formado por gente de todo o mundo”
    Assim como Israel, com a particularidade de professarem todos a mesma religião.
    Para pores em causa os Estados Unidos, tens que pôr em causa a indepedência de todos os países que foram antigas colónias. Boa sorte =)

  32. Rouxinol diz:

    Ahh… esqueci-me da Solução para o problema 😐
    Na minha opinião, a solução é a criação de um Estado laico que abranja Israel e os territórios entregues à autoridade palestiniana.

  33. Rouxinol diz:

    Zeca, um Abraço!
    Voltei ao activo 🙂

  34. Biranta diz:

    Rouxinol!
    Bom texto!

    Só o Zeca é que não volta ao activo nem dá notícias…

  35. Vi diz:

    Então, compadre, vizinho e amigo… passei por aqui a deixar cumprimentos e vejo um bocadinho de pó nos móveis… (tá calada, Vi, que os teus móveis têm uma camada muito maios!!!). Pois espero que não seja nada senão umas longas férias. Como se vê, faz falta a muita gente 🙂

  36. Inês diz:

    Não pode ser! Não está no feitio do Zeca Telhado desertar…

  37. Nina diz:

    acabaram as naus do zeca? :O

  38. Francisca diz:

    Então, Zeca, o que se passa?
    Estás bem e a fazer um intervalo, espero:)
    Um beijo,

  39. wind diz:

    onde andas tu? 😦

  40. hammer diz:

    então a barca não atraca??

  41. Nina diz:

    :O que te fizemos? nem consideração merecemos, amigo? ao menos um: calmex, ando a ver se me oriento? ou perdi a bussola? ou: desamaprem-me a loja? ou tb tinha saudades vossas mas agora ando ocupado?? n sei dos outros, mas chegamos a uma fase que vira apenas preocupação, pq deixamos de “ouvir as tuas risadas” e só sentimos ausência. Zeca, manda-me à merda, vá…mas expoe-te ao fazê-lo, va la. Please

  42. Nina diz:

    :O que te fizemos? nem consideração merecemos, amigo? ao menos um: calmex, ando a ver se me oriento? ou perdi a bussola? ou: desamparem-me a loja? ou tb tinha saudades vossas mas agora ando ocupado?? n sei dos outros, mas chegamos a uma fase que vira apenas preocupação, pq deixamos de “ouvir as tuas risadas” e só sentimos ausência. Zeca, manda-me à merda, vá…mas expoe-te ao fazê-lo, va la. Please

  43. Nina diz:

    ups, saiu duas vezes, va la zeca corrige essa cena (manda-me à merda só uma vez ;)) ok, as duas. bj da murca da Nina

  44. augusto diz:

    Não sei onde andas, mas onde estiveres aqui ficam os meus votos de Boas Festas.
    Um abraço. Augusto

  45. miguel diz:

    Zeca da Nau,

    …………♥
    ………..***
    ……….*****
    ………*Feliz*
    ……..*********
    ……************
    …..******Natal****
    ….****************
    …******************
    ..********************
    ……….****
    ……….****
    ……….****

    È Natal …

    Um Tempo de paz, de juntar os que mais amamos em nossa volta, deliciar-nos de uma mesa farta, de dar e receber carinho em forma de presentes embrulhados em papel de sonho, ou apenas em abraços feitos da alegria do reencontro …!

    Um Feliz e Santo Natal são …
    Os votos da Matilde e Cª!

  46. Nina diz:

    Mirmidão? allive and kickin, please. Quero um sinal de que esperneias. Pode ser?

  47. Rama diz:

    Viva Israel!Sempre!

  48. Olá!

    Se gostas de cinema vem visitar-nos em

    http://www.paixoesedesejos.blogspot.com

    todos os dias falamos de um filme diferente

    Paula e Rui Lima

  49. Seilá diz:

    mas que casinha?!! esta? a porta AINDA está fechada!!! e nem ME deixaste o link no teu nome! Homem que caminhos de perdição terão percorrido esses pés?!! Abraço e ORIENTA-ME please!

  50. papoila_rubra diz:

    Olá! Já [votaste] no selo do Zeca ??

    Davide da Costa

  51. rod gondes diz:

    Claro que Israel tem todo o direito de estar ali.
    Ja la estao há mais de tres MIL anos!

    Foram é desalojados à força pelos arabes (q so deviam estar na Arabia Saudita) na sequencia do psicopata, esquizofrenico, racista, criminoso, fomentador da guerra, womanger and hatemanger, pedofilo e mentiroso, para alem de lider militar e de interesses economicos, chamado maomé ou mafoma.
    Este ultimo foi um verdadeiro mentiroso, visionario psicopata, criminoso, deturpador do conteudo de libros sagrados nomeadamente da BIBLIA.
    Nunca foi nem será um mensageiro ou profeta de Deus; quando muito todo o mal que causou e continua a causar é obra do diabo. Finalmente ao dizer que é o último (se se for umas das ultimas grandes merdas arabes, como as ha doutros paises ou racas) mostra a sua arrogancia, racismo e ate mostra que pretende ser superior a DEUS porque nao permite mais correcoes ou intervencoes; isto significa que acabaria por calar ‘Deus’, porque tem a arrogancia de reclamar para si a falsa ultima voz (de vazios, de nada de novo, mas de conteudos deturpados).

    Sugiro que consultem tudo q foi escrito em ingles e portugues por Rod Gondes, no endereço:
    https://zecadanau.wordpress.com/2007/04/27/a-nova-casa/#comment-4309

    Rod Gondes

  52. rod gondes diz:

    Ver o q tb escrevi na Nau Catrineta, sob endereco:

    https://zecadanau.wordpress.com/2007/04/27/a-nova-casa/#comment-4309

    Rod Gondes

  53. Anderson diz:

    Não sei quem escreveu essa baboseira sobre Israel, mas deixa eu falar algo.
    O seu CHORÃO ALIENADO E CONTROLADO PELA MIDIA, independente de o conceito de prátia existir a “pouco” tempo (UM TOSCO DISSE QUEM A 1400 ANOS ATRÁS NÃO EXISTIA, POXA VIDA 1400 ANOS E ANO PRA CASETE) o povo sempre foi apegado a extensa área que sempre ocupou. E história da humanidade foi marcada por guerra por áreas de terras, e por mais um monte de coisas que eu poderia chamar de futilidades como guerra por causa de invejas, ciúmes etc.
    O Brasil por exemplo junto com outros países DESIMOU o Paraguai e tomou um parte do seu território. Agora vem um chorão desse dizendo que Israel devia sumir do mapa, SE ISRAEL TEM QUE SUMIR DO MAPA TAMBÉM DEVERIAMOS NÓS BRASILIEIROS DEVOLVER AS ÁREAS DO PARAGUAI, DA BOLIVIA, PAÍSES AO REDOR DO EGITO TERIAM QUE DEVOLVER UMA GRANDE ÁREA DE TERRA QUE PERTENCIA AO ALTO EGITO. E PIOR SE ISRAEL NÃO TEM DIREITO DE SER INDEPENDENTE POR QUE NÓS TEMOS O DIREITO DE DEIXAR DE SER COLÔNIA DE EXPLORAÇÃO DE PORTUGAL, AFINAL ELES MONOPOLISARAM ESSA TERRA, POR QUE OS EUA TERIAM DIREITO DE DEIXAR DE SER COLÔNIA DA INGLATERRA?
    TOLO E INSANOS AQUELES QUE RECEBEM TODO O LIXO DA MÍDIA E NÃO AS QUESTIONA VIRANDO ASSIM PESSOAS MEDIOCRES E PRECONCEITUOSA, AFINAL DESEJAR QUE UM ESTADO DE ESTRAMA IMPORTÂNCIA DESAPAREÇA É SER PRECONCEITUOSO.
    EXISTEM CONFLITOS ARMADOS E “GUERRAS-FRIAS” MAIS PERIGOSAS QUE A DE ISRAEL E A PALESTINA, A PAÍSES COM O NOME ATÉ MESMO DESCONHECIDO NO ORIENTE MÉDIO E ÁSIA COM PODER BÉLICO A NÍVEL NÚCLEAR E VC´S NEM SE IMPORTAM COMO DEVERIAM.
    ESTUDEM MAIS ANTES DE CRÍTICAR TANTO…..

    ANDERSON GOMES.

  54. Michel Salomão diz:

    Enquanto ocorre essa discussão toda os palestinos VÍTIMAS DE TERRORISTAS INVASORES estão morrendo a mingua. A Faixa de Gaza virou um verdadeiro gueto (igual aos que os alemães faziam no nazismo). Os árabes não venderam nada para os judeus…simplesmente os judeus (bem protegidos pelos britânicos e outros) foram lá e TOMARAM as terras (ah, por favor devolvam a Colina de Golã) e o árabes tiveram que “enfiar a rabinia na meio das pernas” e ficar “quietinia”. Tô cansado de ouvir crentes doentes idolatrarem Israel. Creio em Jesus e Ele foi contra tudo isso.
    Suporte bíblico: Isaías cap.1; ITess. 2,15.

  55. Isaías Friedenbach diz:

    Este site é totalmente anti-semita. O criador do mesmo deve ser neo-nazista. Vocês que não conhecem nada da história deviam ficar quietos.

  56. Isaías Friedenbach diz:

    O Michel é um judeu inrrustido. Ele só pode estar de brincadeira. Eu conheço ele.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s